PT
Você não tem itens no seu carrinho de compras.

Férias: Leve consigo uma mini farmácia

Férias: Leve consigo uma mini farmácia

Em tempo de férias, começam as viagens, sejam elas de alguns dias ou várias semanas… Na altura de fazer a mala é importante que tenha em conta a sua saúde!


Apesar dos inúmeros imprevistos que possam ocorrer, não há necessidade de levar a farmácia inteira atrás. No entanto, existem elementos indispensáveis que deve ter no seu KIT DE FÉRIAS.


Antes de viajar, informe-se sobre o seu destino.


Neste artigo, apresentamos-lhe o que precisa de levar, as informações que deve recolher antes de viajar e o modo de conservar os medicamentos durante a viagem.


Se viajar para destinos exóticos, deve informar-se sempre sobre as condições de saúde e as vacinas obrigatórias para entrar no país. Para aceder a essas informações, pode perguntar diretamente ao seu médico de família ou agendar uma consulta do viajante.

 

Se for para um país europeu, não se esqueça de pedir com antecedência e de forma gratuita o Cartão Europeu de Saúde. Este cartão permite-lhe, em caso de urgência, aceder a todos os cuidados médicos necessários em qualquer país da Europa.

 

Medicação crónica, o que deve providenciar antes de viajar?
Quando falamos de saúde, cada pessoa tem necessidades muito próprias e particulares. Se for um doente crónico deve incluir no seu kit de férias:
• Os medicamentos que podem ajudá-lo e, em quantidade necessária (ou com algum excedente) para todo o período estimado das férias;
• Uma receita médica que indique os nomes das substâncias ativas, a dosagem e respetiva posologia;
• Caso possa ser requisitado no aeroporto, deve transportar consigo uma declaração do seu médico, como necessita daquela medicação ou em alternativa a guia de tratamento associada à receita;
• Se a medicação for injetável, as seringas devem fazer parte do seu kit, sempre acompanhadas da declaração médica.

 

Quais os cuidados que deve ter no transporte de medicamentos?
Existem alguns cuidados a ter em conta!


Primeiro de tudo, o transporte deve ser seguro para evitar que as embalagens fiquem danificadas.
Segundo, deve manter a medicação na embalagem original para evitar confusões.


Se viajar de avião, deve transportar a medicação na bagagem de mão. Assim evita as variações de temperatura do porão e a perda da medicação caso haja extravio das malas.
Se viajar de carro, tenha especial atenção ao local onde coloca os medicamentos. O porta-luvas é totalmente contraindicado, por ser um espaço pequeno e quente.

Durante a sua estadia deve armazenar os medicamentos ao abrigo da luz e num local fresco e seco.

 

Que medicamentos e itens deve incluir no seu kit de férias?
De uma forma geral e independentemente do destino e das doenças de que possa sofrer, na sua mala de viagem não deve faltar:
• Protetor Solar;
• Creme Hidratante;
• Anti-histamínicos;
• Antidiarreicos;
• Analgésicos e anti-inflamatórios;
• Repelentes para picadas de insetos;
• Medicamentos para a prisão de ventre, ingestão e azia;
• Material de primeiros socorros para as feridas.

 

Apesar de estarmos de férias, não nos podemos esquecer que estamos em pandemia. Temos de ter cuidados redobrados com o vírus SARS-CoV-2.


Na praia, no campo ou na cidade, não facilite, mantenha-se em segurança!
• Use a máscara, lave as mãos com frequência, mantenha o distanciamento físico, mantenha a etiqueta respiratória e se tiver sintomas fique em casa;
• Privilegie atividades ao ar livre;
• Frequente, se possível, praias com baixa ocupação;
• Evite aglomerações;
• Faça testes rápidos, sempre que se justificar;
• Vacine-se;
• Obtenha o Certificado Digital COVID da UE, pois vai facilitar a circulação segura e livre na União Europeia.

 

Siga as dicas da Farmácia Grave e construa o seu KIT DE FÉRIAS! É fácil e pouco dispendioso.
Se preferir, pode optar pelos kits que já se encontram à venda. Mas um kit personalizado e ajustado às suas necessidades é o ideal.


Por último, relembrar que deve fazer um bom seguro de viagem. Sobretudo se viajar com crianças para países exóticos e se praticar desportos radicais.

 

Dra. Catarina Roque
Farmacêutica

Deixe seu comentário